quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Os 100 mais de uma década de concertos, #56-60

56. SHELLAC @ PRIMAVERA SOUND
29 de Maio de 2009
Era um dos nomes que aguardava com maior antecipação nesta minha estreia primaveril. Escrevi: "Steve Albini é Deus. Pouco depois de Jarvis Cocker, a quem Albini produziu o mais recente álbum, acabar no palco principal, voltou com os seus parceiros Bob Weston e Todd Trainer ao palco ATP, para ali produzir um dos maiores estrondos do festival. Som perfeito, coisa pouco frequente neste palco (pior ainda era o RockDeluxe, já agora), experiência e técnica a rodos entre os três, permitindo um entrosamento magnífico como banda, coisa também nem sempre frequente em muitas das outras bandas, especialmente as deste palco, e um alinhamento magnífico (fez falta o 'Prayer to God'). Grande final com 'The End of Radio', uma de várias que foram buscar ao último álbum, numa performance apoteótica, onde nem sequer a bateria, que foi desmontada peça a peça por Albini e Weston, sobrou. Memorável. Só por isto já teria valido a pena este Primavera."

57. COMETS ON FIRE @ ZDB
13 de Outubro de 2006
Já os esperávamos desde a saída do magnífico "Blue Cathedral". Ao vivo, são tudo o que se dizia sobre eles. Um intenso combo sónico feito de arremetidas em parte stoner, em parte psicadélicas, em parte do rock mais clássico. E o Ben Chasny (Six Organs of Admittance) a tocar guitarra eléctrica com uma fúria descontrolada.

58. SIGUR RÓS @ CCB
9 de Abril de 2001
Já os tinha visto em Londres, no ano anterior, a aquecerem para os godspeed you black emperor!, mas foi aqui, com palco só para eles, que deu para apanhar, em pleno, os islandeses na sua melhor forma. Mais alguns anos e já não seriam mais do que uma caricatura de si mesmos.

59. GAITEIROS DE LISBOA @ FMM SINES
27 de Julho de 2006
Vi os Gaiteiros o mais que pude nos anos 90. Depois, o grupo deixou de ter uma presença habitual nos palcos, na mesma medida que se levantaram complicações às edições de novos trabalhos. O espectáculo no Castelo de Sines serviu de reencontro com o que continuo a achar ser o que melhor aconteceu à música portuguesa nos tempos recentes. E não falo apenas no ghetto das tradicionais, porque reduzir os Gaiteiros a tal é nunca ter compreendido aquilo que eles fazem.

60. LHASA @ FORUM LISBOA
7 de Julho de 2004
Tem um disco, "La Llorona", que é das coisas mais bonitas que se ouviu no final dos anos 90, e que em muito terá contribuído para que o Forum Lisboa enchesse para assistir a um belo espectáculo, melhor até do que o da Aula Magna. E cantou um fado de Amália, não só aqui mas também nas outras paragens desta digressão. Reportagem do concerto.