quinta-feira, 3 de abril de 2008

Zach Condon não aguenta pressão e cancela concertos de Beirut

E cai um balde de água fria sobre as expectativas da comunidade indie-coiso-com-world-music-pelo-meio. Zach Condon, o miúdo prodígio norte-americano que o mundo hoje conhece por Beirut, cancelou os concertos da próxima digressão pela Europa. Entre estes, estavam dois espectáculos em Portugal, um a 24 de Julho, no FMM Sines, e outro em Lisboa, na Aula Magna, que se realizaria três dias depois.
Segundo o próprio Zach Condon, que conta com apenas 22 anos e que até há pouco tempo não era mais do que um miúdo a fazer música no seu quarto, a pressão nos últimos tempos tem sido demasiada. Zach não terá aguentado a reacção obtida um pouco por todo o lado ao projecto e a mudança repentina nos hábitos de trabalho. Recorde-se que o músico iria trazer a Portugal uma banda composta por dez elementos, uma evolução radical no palco face ao que constituiu "Gulag Orkestar", praticamente produzido sozinho.

Perante tanta fartura de concertos para os próximos meses, e à semelhança do que ocorreu no ano passado, é expectável que notícias como esta se tornem frequentes. (Ainda que neste caso, o cancelamento se tenha devido por inteiro ao artista e não à falta de público ou qualquer outro motivo invocável pelos promotores.)