quarta-feira, 28 de março de 2012

O outro lado do mundo dá um salto a Sines

Deve ser a primeira vez que temos um grupo das Ilhas Salomão a tocar no nosso país. Chama-se Narasirato e é constituído por pescadores e agricultores do povo are’are, de Malaita, uma das mais de mil ilhas do arquipélago (num aparte, se 90% ou mais dos portugueses não saberá, aposto, o nome das nove ilhas dos Açores, imaginem o que é... mais de mil). Os Narasirato tocam flautas de bambu e percussões tradicionais, conjugadas com harmonias vocais. Já tocaram em festivais de rock como os famosos Glastonbury ou Roskilde.

Também do Pacífico Sul vem Gurrumul, de nome completo Geoffrey Gurrumul Yunupingu, a que a Rolling Stone chamou a "voz mais importante da Austrália", na edição de Abril do ano passado, em que o trouxe à capa. Guitarrista canhoto com guitarra para dextros, pianista e cantor, Gurrumul vem de uma comunidade aborígene, povo sobre o qual versam as letras das suas canções. Já vendeu mais de meio milhão de discos com o álbum de estreia, "Gurrumul" (2008).