segunda-feira, 20 de abril de 2015

Vem aí o IndieLisboa e, claro, o IndieMusic

Mais uma edição do IndieLisboa carregada de coisas boas para se serem vistas, entre as quais a programação sujeita ao tema música. Eis o que vai haver no IndieMusic, sempre no cinema São Jorge (sinopses adaptadas a partir das da comunicação do festival):



Theory of Obscurity: A Film About the Residents, de Don Hardy
Olhar sobre o mistério que garante, a um dos grupos mais singulares da história da música, uma liberdade criativa sem limites. A teatralidade dos Residents tornam-nos num dos objectos de estudo mais profundos da música dos últimos 40 anos.
Sexta-feira, 24 de abril, 21h30, sala 3

God Help the Girl, de Stuart Murdoch
Uma pop opera sonhada e filmada por Stuart Murdoch, compositor de uma das melhores bandas da história da música (os fãs concordarão) e realizador desta ficção: uma jovem rapariga procura escapar dos seus problemas pessoais através das músicas pop.
Sábado, 25 de abril, 21h45, sala Manoel de Oliveira

The Possibilities Are Endless, de Edward Lovelace e James Hall
The Possibilities Are Endless: s primeiras palavras que Edwyn Collins, compositor da mítica banda escocesa Orange Juice, pronunciou depois de acordar de uma segunda hemorragia cerebral e internamento hospitalar. A vida de uma das figuras mais emblemáticas da música britânica.
Sábado, 25 de abril, 21h30, sala 3

Lee Scratch Perry's Vision of Paradise, Volker Schaner
Volker Schaner acompanhou Lee 'Scratch' Perry, figura maior da música dub e reggae, durante treze anos, em Lee Scratch Perry’s Vision Of Paradise. O resultado é o retrato de um profeta rastafari que atingiu a vida de milhares de pessoas.
Domingo, 26 de abril, 16h00, sala Manoel de Oliveira

No Manifesto: A Film About Manic Street Preachers, de Elizabeth Marcus
"The masses against the classes": grito de guerra dos Manic Street Preachers e obedecido em No Manifesto: a Film About Manic Street Preachers, de Elizabeth Marcus, que relata a história do grupo de rock galês e que o coloca ao mesmo nível que o testemunho de fãs espalhados pelo mundo.
Domingo, 26 de abril, 21h45, sala Manoel de Oliveira

Life After Death From Above 1979, de Eva Michon
Tal como os helicópteros que desciam do céu, em Apocalypse Now, para dizimar a paisagem com a inscrição Death from Above, a banda com o mesmo nome surgiu, em 2004, com motivações semelhantes: um baixo e uma bateria alimentados pelo fuzz e o napalm.
Quarta-feira, 29 de abril, 21h45, sala Manoel de Oliveira

B-Movie: Lust & Sound In West-Berlin, de Jörg A. Hoppe, Heiko Lange e Klaus Maeck
Em B-Movie: Lust & Sound In West-Berlin, Jörg A. Hoppe, Heiko Lange e Klaus Maeck, regressam à Berlim pré-muro e a um conjunto de influências que marcaram as carreiras de David Bowie, Nick Cave, Joy Division, New Order e a música electrónica europeia, tudo isto com extraordinárias imagens de arquivo.
Sexta-feira, 1 de maio, às 14h30, sala 3

Morphine - Journey of Dreams, de Mark Shuman
Morphine - Journey of Dreams vive nas memórias de um som que surgiu nos anos 1990 e que deixou as suas marcas, tal como a morte repentina e inesperada do seu líder e baixista Mark Sandman, uma voz inconfundível que criou, em Portugal e no estrangeiro, um seguimento de culto. O realizador estará presente na sessão.
Sexta-feira, 1 de maio, 18h30, sala Manoel de Oliveira

The Death And Resurrection Show, de Shaun Pettigrew
A música da banda pós-punk Killing Joke parece sair algures de entre as trevas, o misticismo, ou um sentimento de ameaça sobre a sobrevivência da civilização. Palavras que não traduzem a sua incrível história, a conhecer em The Death And Resurrection Show, de Shaun Pettigrew.
Sábado, 2 de maio, 18h30, sala 3

Música Moderna - um Disco Filme de Tochapestana
(precedido da curta metragem If We Ever Have To Disappear It Will Be Without Disquiet But We Will Fight Until The End, de Jean-Gabriel Périot)
Música Moderna chama os nossos corpos pela via do glitter (ou no género associado à sua música: baile-turbo-punk). Pela estética dos anos 1980 e a sua atracção pelo imaginário popular português, os videoclips do duo musical (onde se inclui o realizador Gonçalo Tocha) espelham todo o universo do seu álbum aqui apresentado.
Sábado, 2 de maio, 21h30, sala Manoel de Oliveira
Com a presença dos Tochapestana

Wacken 3D, de Norbert Heitker
Wacken é uma aldeia alemã com menos de dois mil habitantes. Mas a cada Verão, e durante quatro dias, a pequena localidade transforma-se no maior festival de heavy-metal do mundo: Wacken Open Air. No meio de dezenas de bandas, muita lama e muito headbanging, milhares de devotos juntam-se para uma das maiores celebrações musicais do mundo.
Domingo, 3 de maio, 21h45, sala Manoel de Oliveira

Zivan Makes A Punk Festival, de Ognjen Glavonić
Zivan prepara-se para as últimas horas que antecedem a sexta edição do seu festival de música punk na sua aldeia natal. Mas sucedem-se os problemas: um orçamento de pouco mais de 100€, um público local que desconhece o evento, bilhetes escritos à esferográfica que não se vendem e, por fim, bandas que não aparecem.
Domingo, 3 de maio, 21h30, sala 3

Sessões online e mais informações em www.indielisboa.com