sábado, 25 de abril de 2015

100 de 1973, n.º 39, Gal Costa (rep.)



ÍNDIA
GAL COSTA (Brasil)
Edição original: Philips
Produtor(es): Guilherme Araujo
discogs allmusic wikipedia YOUTUBE

Já ia longe o dia 22 de Agosto de 1964, em que Gal Costa, então com 18 anos, se estreou no espetáculo "Nós", com Caetano Veloso, Gilberto Gil, Tom Zé e Maria Bethânia. Nesse percurso do tempo, integraria, juntamente com estes e outros músicos, do movimento Tropicália, que neste ano de 1973, já estava mais ou menos desfeito. Em todo o caso, neste ano, Gal Costa já levava avante a sua própria aventura a solo, ainda que frequentemente acompanhada pelos seus velhos parceiros de estrada ou outras figuras fundamentais da música brasileira. É o caso deste "Índia", que conta com Gilberto Gil como diretor musical e guitarrista, ou Roberto Menescal e Wagner Tiso, e onde Gal interpreta temas de outros, como Caetano ("Relance" e "Da Maior Importância"), Jobim ("Desafinado", a encerrar o disco) e até o "nosso" próprio Zeca Afonso, numa adaptação magnífica de "Milho Verde", que o maior dos génios da música portuguesa foi buscar ao cancioneiro de trabalho beirão. É um dos discos mais elegantes -- a palavra é mesmo essa -- da música popular brasileira desta época.