segunda-feira, 6 de abril de 2009

Mais nomes para Sines

Da Índia, Debashish Bhattacharya. Dos EUA, James "Blood" Ulmer. A Câmara de Sines apresenta assim, oficialmente, mais dois nomes para o FMM, depois das confirmações de Lee "Scratch" Perry (dia 25 de Julho) e do pianista cubano Chucho Valdés (dia 23).
Debashish Bhattacharya é um dos pioneiros da slide guitar na Índia. Em guitarras adaptadas pelo próprio, o pandit Bhattacharya, antigo menino-prodígio que começou a deslizar pelo braço de uma guitarra com apenas três anos, busca as raízes mais profundas do modo raga da música clássica indiana. Recebeu, em 2007, o BBC Radio 3 World Music Award para melhor artista da região Ásia/Pacífico. Vem acompanhado por uma banda composta pelo seu irmão Subhasis, na tabla, e por Chitrangana Agle Reshwal e Charu Hariharan, as únicas mulheres indianas a tocarem as percussões "pakhawaj" e "mridangam". A actuação em Sines está marcada para o dia 24 de Julho, sexta-feira.
James "Blood" Ulmer é também um guitarrista (e vocalista), mas marca o seu território no continente do jazz. Já tocou com alguns dos nomes mais importantes da soul, do blues e do jazz norte-americanos: Art Blakey, Ornette Coleman, David Murray, entre outros. Tal como Bhattacharya, também começou a tocar muito jovem -- aos quatro anos. Vai estar no Castelo de Sines na última noite, dia 25.

Estes dois nomes, juntamente com as outras duas confirmações oficiais, integram um extenso cartaz, como é habitual, que vai sendo descoberto aos poucos e poucos, através das páginas e myspaces oficiais dos artistas:
Warsaw Village Band (Polónia) - é o regresso do grupo polaco ao FMM, descoberto pelo Luís Rei nas suas Crónicas da Terra
Acetre (Olivença... Portugal?) - mais outra novidade das CdT
OqueStrada (Portugal)
Circo Abusivo (Itália)
Kasaï Allstars (Congo-Kinshasa)
Dele Sosimi (Nigéria/Reino Unido)
Victor Démé (Burquina Faso)
Speed Caravan (Argélia/França)
Chicha Libre (EUA)