segunda-feira, 16 de junho de 2008

África calling



Extra Golden (vídeo de promoção para "Here Ma Nono", o segundo álbum do grupo)

Se ainda não foram apanhados pela febre Extra Golden, fixem bem o nome, porque ele está provavelmente associado a um dos melhores espectáculos a acontecer por cá neste mês de Junho. Os Extra Golden apresentar-se-ão na Casa da Música no dia 29, integrados na noite final do Festival Mestiço. O palco vai ser divido com os moçambicanos Timbila Muzimba e, reparem bem, com o casal maliano Amadou & Mariam (que também vão estar em Loulé, no dia anterior). Vai ecoar África em todos os cantos da Casa da Música.
Os Extra Golden são um caso curioso do interesse cada vez mais patente do Ocidente pela música africana e da mestiçagem que daqui resulta. Em Maio de 2004, os norte-americanos Ian Eagleson e Alex Minoff tocavam juntos com o queniano Otieno Jagwasi num apartamento em Nairobi, num encontro aparentemente casual. Dos encontros seguintes resultaram as gravações que dariam origem, já em 2006, ao primeiro álbum, "Ok-Oyot System", editado pela Thrill Jockey (sim, a Thrill Jockey) já depois do falecimento de Jagwasi. No regresso ao activo, a banda passou a contar com Opiyo Bilongo, popular no seio da música benga, e em 2007 surgiu este "Here Ma Nono", novamente através da Thrill Jockey, onde se pode escutar, entre outras preciosidades, o ultra-hipnotizante "Obama". Sim, é uma canção de agradecimento, muito própria da tradição benga, a Barack Obama (outro mestiço de origem queniana-americana, por sinal) que, enquanto senador do Illinois apoiou os Extra Golden no regresso ao activo para a gravação do segundo álbum.