quinta-feira, 22 de abril de 2010

"Hits are for squares" ou afinal, o alinhamento vai ser outro

Ao que tudo indica, o alinhamento dos concertos dos Sonic Youth nestas quinta e sexta-feira, em Lisboa e Porto, vai ser diferente daquele que foi tocado em Barcelona e na primeira das datas de Madrid, esta semana, ao contrário do que anunciava aqui. Acontece que aquele alinhamento de hits antigos se deveu ao facto de Mark Ibold, baixista dos Pavement e -- desde a saída de Jim O'Rourke -- também baixista dos SY, não ter conseguido voar para Espanha a tempo daqueles primeiros dois concertos. Entretanto, chegou e já pôde estar presente na segunda data de Madrid e também já se encontra por Lisboa, com o resto da banda. Pelo que se conta, embora ainda não tenha conseguido encontrar nada, com a presença de Ibold, o alinhamento já foi (e será, portanto) diferente.
(Ah, e a performance do Lee Ranaldo na sua Fender Jaguar suspensa no tecto, com a percussão de Rafael Toral, esta noite, foi soberba. E os Times New Viking, que são os filhos rebeldes dos Pavement, ao vivo, são também devastadores.)