quinta-feira, 21 de julho de 2011

Os 13 concertos que mais vou querer ver na 13ª edição do FMM - n.º 1

1. CONGOTRONICS VS. ROCKERS (Congo-Kinshasa/EUA/Argentina/Suécia)
Castelo de Sines
Sábado, 23 de Julho, 00h45



Falemos então de laboratórios, uma das essências fundamentais que todos os anos esperamos do FMM. Sob a égide da Crammed, a editora belga que desde os anos 80 tem vindo a firmar com força o seu lugar no mercado das músicas do mundo, sem nunca deixar fechar-se na autarcia que outras editoras ou agentes deram ao termo, reuniram-se músicos do Congo dos Kasaï Allstars e dos Konono nº1, projetos ligados à "revolução" congotrónica, nome derivado dos títulos das compilações que os trouxeram para a ribalta do mundo ocidental, com outros da música popular independente dos EUA e de outros países (Deerhoof, Animal Collective, Micachu, Oneida e tantos outros). O resultado desta experiência laboratorial concretizou-se na compilação "Tradi-Mods vs Rockers: Alternative Takes On Congotronics" que a Crammed lançou no ano passado. Do disco ao concerto, foi um passo. Para os palcos, juntaram-se 10 músicos das bandas congolesas, com dez outros das restantes, a saber: os quatro Deerhoof, Juana Molina, elementos dos Skeleton, dos Wildbirds & Peacedrums e ainda Vincent Kenis, o produtor da série "Congotronics". A digressão do espetáculo parece estar a correr muito bem, a avaliar pelo que se vai vendo no blogue que a acompanha. É impossível perder isto.

(ADENDA: Por lapso e por distração -- ou por parvoíce -- desta lista dos 13 concertos aguardados com maior ansiedade ficou de fora o projeto Desert Slide, que reúne Vishwa Mohan Bhatt, mais um intérprete de sitar adaptada ao slide, com os Divana Ensemble, um grupo de ciganos descendentes dos músicos que antigamente tocavam para os rajás. Duas Índias em diálogo, na quinta-feira, 28 de Julho, às 23h15, no castelo.)