terça-feira, 19 de julho de 2011

Os 13 concertos que mais vou querer ver na 13ª edição do FMM - n.º 3

3. DISSIDENTEN (Alemanha/Marrocos)
Castelo de Sines
Sexta-feira, 29 de Julho, 00h45



Os Dissidenten foram um dos primeiros grupos do mundo ocidental a cruzarem a fronteira cultural e a promover a fusão com músicas provenientes de outras paragens. Primeiro foi a Índia, no "Germanistan", álbum de 1982. Depois foi o Norte de África, mais concretamente Marrocos, com o histórico "Sahara Elektrik", de 1984. Dos anos 80 para cá, o percurso tem sido irregular, com algumas passagens muito duvidosas pela música de dança e alguns clichés azeiteiros do rock de fusão que eles próprios ajudaram a estabelecer. Mas esta é uma oportunidade que não se deve de perder para ver aqueles a quem a Rolling Stone um dia chamou "padrinhos do World Beat".
(História curiosa: um dos fundadores e principal mentor do projeto, Uve Müllrich, vive no Sul de Portugal, como tanto alemão hippy que se preze. Um dia, na tasca, reconheceu a música que vinha do televisor, que na altura passava uma telenovela. Era o "Fata Morgana", o maior êxito da carreira dos Dissidenten, na voz de... Roberto Leal, que alegadamente nunca os contactou para fazer a versão que todos os portugueses infelizmente conhecem...)