segunda-feira, 3 de dezembro de 2007

There's a light that never goes out

Aqui há três meses, falava do privilégio enorme de viver no tempo em que pessoas como Robert Wyatt escrevem discos como "Comicopera". É provável que esteja no lugar mais alto da minha lista dos álbuns do ano. Mas "Chrome Decoder II", o novo álbum de Neil Young, chegou agora e está a querer desafiar essa previsão. E faz repetir palavras para falar do privilégio que é viver no tempo em que um músico do tamanho do universo como é Neil Young continua ainda a fazer discos tão arrebatadores como este. Luzes como estas não se apagam nunca, está visto.