domingo, 28 de janeiro de 2007

Petição esquerdista

To: Câmara Municipal de Lisboa
O Left Bar surge inserido no projecto Santos Design District, iniciativa promovida pela SDD - Associação Empresarial do Bairro de Santos, associação esta que tem como objectivo a promoção, a melhoria, a reconversão dos espaços públicos, a dinamização cultural, a criação de infra-estruturas para o lazer e diversão.
Inaugurado em Setembro de 2005 pela mão dos arquitectos Ricardo Carvalho e Joana Vilhena, que remodelaram o antigo armazém do início do século XX no Largo Vitorino Damásio, o Left Bar foi concebido com vista à criação de um espaço polivalente onde fosse possível residirem pacificamente concertos e intervenções de artistas plásticos.
Fez parte das comemorações do Dia Mundial da Arquitectura (Outubro de 2005).
Foi considerado o melhor bar de Lisboa pela revista internacional Vogue (2006).
Integra a revista internacional Time Out, como sendo um dos principais locais a visitar.
Foi alvo de artigos nos principais jornais portugueses.
Passaram por lá mais de 50 DJs de todo o país.
Acolheu mais de 30 concertos dos mais diversos estilos musicais.
Por tudo isto, o Left Bar faz hoje parte da cidade de Lisboa, da sua vida nocturna, do lazer de centenas de pessoas, faz parte da nossa arquitectura comtemporânea, faz parte da chamada requalificação urbana que sempre invadiu as campanhas eleitorais. O Left Bar foi um espaço dinâmico que bombeou com esforço e dedicação toda a cultura emergente da cidade de Lisboa. O Left Bar situa-se à esquerda do corpo humano.
O Left Bar, recebeu no passado dia 26 de janeiro de 2007, uma ordem de encerramento assinada pelo vice-presidente da Câmara de Lisboa, Fontão de Carvalho, que foi constituído arguido, no dia 25 de Janeiro de 2007, pelo Ministério Público no processo de permuta de terrenos do Parque Mayer e da Feira Popular.
Sincerely,
The Undersigned