quinta-feira, 11 de julho de 2013

Sines aproxima-se: Rachid Taha



RACHID TAHA
Origem: Argélia
Onde e quando: Castelo, dia 26 (sexta-feira), 23h15

Coisas a saber:
1. Rachid Taha, o filho punk da música raï, volta a Sines depois de por ali ter passado em 2007, numa prestação que qualquer crítico de rock apelidaria de diabólica.
2. A influência árabe continua a ser rainha na música de Taha, mas "Zoom", o nono e mais recente disco, mostra o artista de 54 anos mais próximo de ícones da música norte americana, como Cash ou Elvis, de géneros de fronteira como aqueles que tornaram os Calexico conhecidos, como se o Novo México ficasse ali mesmo ao lado da Algéria. Nele podemos escutar uma versão magnífica de "Now or Never" (ou do "O Sole Mio", na verdade) e colaborações com Mick Jones (Clash) ou Brian Eno, esta última na regravação de um clássico anti-racista de Taha, "Voilà Voilà" (há ainda uma versão especial do tema em que participam Cantona e Femi Kuti, entre outros).

No spotify: Rachid Taha