quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Um "mundo de música, artes e dança"

Numa deambulação pela net, encontrei por acaso o cartaz de um dos primeiros WOMAD (www.womad.org), o festival que surgiu pelas mãos, entre outros, de Peter Gabriel, e que se espalhou um pouco por todo o mundo ao longo destas quase três décadas. Reparem como num só festival se juntava gente como os New Order, The Fall, Nusrat Fateh Ali Khan, Franco, Thomas Mapfumo, The Pogues, Penguin Cafe Orchestra, Peter Hammill, The Go-Betweens, Jan Garbarek, Trilok Gurtu e outros mais. Cada nome, uma exclamação. Mais importante ainda, o cartaz mostra o ecletismo com que aquelas primeiras edições celebravam, afinal de contas, o mote do "mundo de música, artes e dança". A formatação "world music" é algo que só viria depois.

(Felizmente, o ecletismo está a voltar aos festivais deste e de outros géneros. E cada vez menos faz sentido falar em festivais deste e de outros géneros, o que é bom.)