sexta-feira, 15 de maio de 2009

Afro tuga beat, o rescaldo

Dele Sosimi, antigo elemento dos Egypt 80, a última banda de suporte de Fela Kuti, e hoje instigador do afro beat em Londres (e não só: esteve pela Póvoa de Varzim no ano passado e volta em breve, para o FMM Sines) costuma dizer que não há razão nenhuma para que a sua música, nascida em Lagos, na Nigéria, nos anos 70, não seja tocada por gente de quaisquer outras raças, quaisquer outras nacionalidades. Num mundo que todos os dias derruba fronteiras, por vezes até demais, quando compromete o trabalho honesto de agricultores e outros produtores locais, a música continua, ainda assim, a ser um mapa com cores diversas. Há quem ainda fale em música negra, por exemplo... Esta noite, o concerto no MusicBox dos denominados Kota Cool, uma reunião de músicos dos Terrakota, Cool Hipnoise e Cacique '97, foi uma evidência magnânime da tese de Sosimi. Brancos e mulatos, portugueses na sua maioria, tocaram, como se lhes estivesse no sangue, temas de Fela Kuti, do filho Femi, "originais" dos Cacique, e até foram, já em encore, a uma magnífica rumba senegalesa e, depois, a um funk que rapidamente derivou para um soukous acelerado (uma espécie de rumba do antigo Zaire, mas com a velocidade a puxar mais para as pistas de dança contemporâneas). E com um groove daqueles que faz mente e corpo dançarem abraçados toda a noite (diga-se a propósito que o baixista é o Francisco Rebelo, dos Cool Hipnoise).
A festa repete-se todas as segundas quintas-feiras de cada mês. Não há como perder isto.