terça-feira, 22 de maio de 2007

A caixa

Há aí um fornecedor de internet que já anda a anunciar um pacote que inclui, além do serviço de dados, a tradicional televisão e o visionamento de filmes. Esta última oferta permite ao cliente escolher o filme que pretende ver, a qualquer altura, entre uma suposta vasta gama de títulos, podendo depois usar as mesmas funções que já tem num leitor de dvd (parar, avançar, recuar, etc). Há anos que se fala, cada vez com menos ar de futurologia, na convergência da televisão, da rádio, da internet, dos filmes e da música num único aparelho doméstico. Quanto tempo faltará para que seja padrão nas habitações da classe média e alta essa tal caixa que, além de todas as outras coisas, permite escolher, entre milhentas opções, a música que se pretende ouvir, deixando irremediavelmente para trás os discos materiais? Anos? Meses?