quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Ainda sobre Gimme Shelter e o Altamont Speedway Free Festival



"Gimme Shelter" faz seguramente jus ao que dele se tem falado ao longo dos anos, sob os mais diversos aspectos: a qualidade das gravações, bastante superior ao expectável; a inteligência na captura da reacção a frio estampada nos rostos de Jagger e Watts no decurso da montagem (a qual também é brilhante, por sinal) por oposição à que se observa entre todos os envolvidos perante a selvajaria descontrolada que se instala na frente do palco; a narrativa dos eventos, se assim se pode dizer, que poucas dúvidas parece deixar sobre o rumo trágico que a história tomará; a sugestão galopante da tensão existente entre o público e os Hell's Angels, sem tomar parte, mais do que o sensato, pelos primeiros, que também fizeram parte da equação de violência; e, claro, a reprodução de alguns dos mais interessantes momentos da música popular de finais dos anos 60, desde o "Jumpin' Jack Flash" a começar até ao "Gimme Shelter" a terminar, com incursões no meio por Ike & Tina Turner, numa prestação de "I've Been Loving You Too Long" carregadinha de sensualidade, os Jefferson Airplane, os Flying Burrito Brothers... Magnífico.

(Não pude deixar de pensar, durante boa parte do filme, nas prestações mais do que zelosas de seguranças de espectáculos realizados em Portugal. Nada que se aproxime, com toda a certeza, do que aconteceu na pista de corridas de Altamont, mas já vi muita coisa menos boa por parte de alguns destes profissionais. Felizmente, esqueci-me da maior parte delas, mesmo até daquelas sentidas no corpo, restando-me na memória apenas aquela ocorrida durante o concerto de Sepultura no Dramático de Cascais, em 1993. A desproporção da actuação dos seguranças de palco foi tão evidente que o próprio Max Cavalera, no final do concerto, para colocar a cereja no topo do bolo, atirou com a guitarra à cabeça de um dos seguranças...)