terça-feira, 27 de outubro de 2009

22 anos do Blitz mais três anos da Blitz dá igual a 25

No próximo dia 6 de Novembro, celebram-se os 25 anos passados desde a primeira edição do jornal Blitz (na foto - para as páginas interiores desta e de outras edições do primeiro ano do jornal, aconselha-se vivamente uma visita a ovelhoblitz.blogspot.com). O jornal semanal, enquanto tal, sobreviveu pouco mais de duas décadas. Em 2006, mudou de sexo (transformou-se em revista), passou a mensal, abraçou definitivamente o mainstream e as agendas comerciais dos principais agentes do mercado musical português, redefiniu de forma a sua presença na web (de forma notável, diga-se) e afastou, assim parece, as piores tempestades que pairavam sobre a publicação.

Na próxima sexta-feira, sai às ruas com a edição comemorativa destes 25 anos, um número especial onde também se aproveita para celebrar "as últimas cinco décadas da melhor música portuguesa". A primeira incursão nessa celebração foi já dada entretanto, com a publicação online da lista dos melhores álbuns portugueses da década de 60, de acordo com a votação de um painel composto por críticos, músicos, editores, promotores, etc.:

1. Carlos Paredes - Guitarra Portuguesa
2. Amália Rodrigues - Busto
3. José Afonso - Cantares de Andarilho
4. Filarmónica Fraude - Epopeia
5. Alfredo Marceneiro - The Fabulous Marceneiro
6. Adriano Correia de Oliveira - Margem Sul
7. José Afonso - Contos Velhos Rumos Novos
8. José Afonso - Baladas e Canções
9. Carlos e Lucília do Carmo - Fado Lisboa - An Evening at The Faia
10. Pop Five Music Incorporated - A Peça