terça-feira, 31 de março de 2015

100 de 1973, n.º 64, Secos & Molhados (rep.)



SECOS & MOLHADOS
SECOS & MOLHADOS (Brasil)
Edição original: Continental
Produtor(es): Moracy do Val
discogs allmusic wikipedia YOUTUBE

Era preciso descaramento. No período mais feroz da ditadura militar, surgia um grupo que desafiava com composições de risco, com letras de risco, com a voz e a postura de risco de Ney Matogrosso. Havia mais alguém a arriscar dizer, ao lado dos tropicalistas, que o Brasil não era só bossa nova. Felizmente para os Secos & Molhados, que se estreavam com este disco, o rasgo estético colhia as maiores simpatias no público e na crítica. Foi sucesso de vendas com um milhão de vendas (até em Portugal) em menos de um ano -- só não vendiam mais do que Roberto Carlos, mas até o "rei" se viu obrigado a aproximar o seu som do novo rock trazido pelos Secos & Molhados. É o quinto lugar da lista dos 100 maiores discos da música brasileira da Rolling Stone Brasil, publicada em 2007.