quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

O arranque do ano ao vivo

Para aquecer o corpo e a alma nestes dias de frio polar, nada melhor que... concertos. Entre os décibeis (ou não), a agitação física (ou não) ou o prazer de uma companhia (ou não), algo haverá para nos salvar de morrermos congelados (ou não). Já hoje, vindos directamente do Mississipi que lhes corre nas veias, a Nobody's Bizness regressa às Catacumbas, no Bairro Alto. Entrada livre, claro, e concerto a começar às 23h. Amanhã, directamente do Iucatão que lhes pesa no fígado, os Los Santeros comemoram dez anos desde que vieram desaguar na costa barreirense, quando pensavam que estavam a ver Miami. É no Alburrica Bar, no Barreiro, a partir das 23h. Por Lisboa, atenção na ZDB para b fachada, curioso projecto acústico (provavelmente o único realmente importante proveniente da cena baptista), entretanto documentado pelo realizador Tiago Pereira em "b fachada - Tradição Oral Contemporânea", filme que irá ser estreado amanhã, antes do concerto. É uma sexta-feira com Lisboa a acolher bastantes nomes portugueses: JP Simões com Sérgio Costa no MusicBox, Carlos Barretto no Hot Club, Rocky Marsiano no Lounge (toca no dia seguinte no MusicBox), Feromona no Maxime... Pelo Porto, o grande destaque, grande mesmo, vai para o espectáculo de Jandek, no sábado, na Fundação de Serralves. Depois do concerto de Glasgow, em 2004, tem vindo a participar em mais espectáculos ao vivo, ainda que de forma muito esparsa e tímida, pelo que esta oportunidade oferecida pela Fundação de Serralves e pela Filho Único se reveste de toda a importância. É o primeiro grande destaque deste 09.