quinta-feira, 7 de abril de 2016

Alô? Alguém desse lado?

Decidi vir tirar limpar um pouco do pó ao tasco amarelo. E para desempoeirar, nada como arriscar trazer ainda mais pó dos tempos. É que já a seguir, começará a sequência dos meus álbuns preferidos de 1974, uma espécie de sequela à lista dos 100 discos de 1973 que inundou estas páginas ao longo dos últimos anos. Até já.